Professor, Parabéns pelo seu dia!

Professor, parabéns pelo seu dia, mas Dia do Professor deveria ser todo dia.  Pessoas que dividem o seu conhecimento e que devem e merecem ser mais valorizadas.

 

Dia do professor

Parabéns Professor

E aí, beleza?

No último domingo, 15 de outubro, foi celebrado o Dia do Professor. Pessoas tão importantes na formação de todos nós e que, infelizmente, hoje em dia são tão desvalorizadas.

Segundo o Portal UOL, A origem do dia do professor se deve ao fato de, em uma data de 15 de outubro, o Imperador D. Pedro I ter instituído um decreto que criou o Ensino Elementar no Brasil, em 1827, com a criação das escolas de primeiras letras em todos os vilarejos e cidades do país. Além disso, o decreto estabeleceu a regulamentação dos conteúdos a serem ministrados e as condições trabalhistas dos professores.

Tempos depois, mais precisamente no ano de 1947, o professor paulista Salomão Becker, em conjunto com três outros profissionais da área, teve a ideia de criar nessa data um dia de confraternização em homenagem aos professores e também em razão da necessidade de uma pausa no segundo semestre, até então muito sobrecarregado de aulas.

Mais tarde, em 1963, a data foi oficializada pela lei Decreto Federal 52.682, que, em seu Art. 3º, diz que “para comemorar condignamente o dia do professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo delas participar os alunos e as famílias”.

Conversando com meus avós a respeito da educação que eles recebiam na escola, existia um respeito enorme, as vezes até medo do professor. Com meus pais mantinha-se o respeito e um pouco de medo. Quando eu estava na escola, Ensino Fundamental e Ensino Médio, o respeito ao Professor era grande. Brincadeiras e um pouco de bagunça, conversas e risadas faziam parte também. Existiam casos de desrespeito, mas nada comparado ao que tem sido noticiado hoje em dia. Lembro que quando o professor chamava a atenção da sala, o silêncio imperava no ambiente.

As metodologias de ensino sofreram alterações. Hoje a educação é mais participativa. Antigamente o aluno não questionava o professor, apenas concordava com ele. Hoje, o aluno também tem voz e pode argumentar com o professor a respeito de temas que estão sendo ensinados.

Afirmar que antigamente era melhor ou que hoje é melhor é muito difícil e já tem muitas pessoas fazendo isso. Esse não é o meu propósito aqui. A questão neste texto é que antigamente havia muito mais respeito e valorização da profissão de Professor do que existe hoje.

Quando eu era criança, minha mãe foi professora em escolas, e digo em escolas porque ela continua sendo uma grande professora para mim, e lembro dela comentar de alunos um pouco mais difíceis, porém não me recordo de casos de desrespeito ou ameaças. Porém o que temos visto nos últimos anos é bem diferente. São inúmeros casos de desrespeito e ameaças, de alunos a professores e também de professores a alunos. E em casos extremos, essas ameaças acabam se tornando agressões.

Eu entendo que a base para o desenvolvimento sustentável de um país está diretamente ligada a qualidade da sua educação. Temos como exemplo famoso a Coréia do Sul, que diferente do Brasil, vem investindo fortemente na educação a partir da década de 1970 e atualmente colhe os frutos do maravilhoso investimento.

O Brasil investe muito, mas em publicidade e não efetivamente na educação. Com o famoso slogan lançado há alguns anos, Brasil, Pátria Educadora, foram investidos milhões em comerciais na televisão, rádios, jornais e internet e o que realmente foi feito para melhorar as condições dos professores e alunos? O que temos de resultado efetivo na valorização dos mestres?

Professores nos ensinam muito, participam da nossa vida desde a nossa infância, quando entramos na escola, e nos acompanham até nos tornarmos adultos. Nos ensinam muito mais que conteúdos formais. Muitas vezes são guias, conselheiros, amigos. São verdadeiros Mestres. Assim como em qualquer profissão, existem os ótimos professores, os bons, os medianos e os ruins, que felizmente são a minoria.

Tenho professores na família, amigos que se tornaram professores e alguns professores que se tornaram meus amigos. Uma das profissões mais bonitas que conheço, que merece e deve ser mais valorizada, tanto financeiramente quanto em respeito.

O número de pessoas que desejam se tornar professores diminui muito e isso é reflexo direto da desvalorização. Falta respeito das autoridades com esses profissionais tão importantes. Os salários são muito baixos quando comparados a outras profissões, por exemplo, com as próprias autoridades. Me diga, quem é mais importante para a construção de um país melhor, os Professores ou as autoridades?

Talvez sua resposta seja a mesma que a minha para essa questão e por isso você também entenda que os Professores merecem melhores salários, mais tempo e incentivos para se preparar e muito mais respeito.

Tenha você também um novo olhar para os Professores.

Grande abraço.