O que a Água e a Internet têm em comum?

Pode parecer estranho, mas a Água e a Internet estão ligadas. Quando bebemos água, escolhemos para que seja limpa, filtrada etc. e quando bebemos ou ingerimos conteúdos e informações da Internet, será que temos escolhido bem?

E aí, beleza?a-agua-e-a-internet

Cerca de 70% do nosso corpo é água e aproximadamente 70% da superfície da Terra também é água. Nós precisamos de água todos os dias para sobreviver e buscamos ingerir água de boa qualidade. Para nos desenvolvermos, precisamos de conteúdo e informações. Será que temos filtrado o que estamos consumindo?

Quando se diz que o nosso Planeta deveria se chamar Água ao invés de Terra é porque a maioria da superfície é formada por água. Porém 97% desse total é água dos mares e oceanos, 2% estão congelados e apenas 1% está nos rios e lagos, exatamente de onde é retirada a água que consumimos e utilizamos em nossas atividades diárias. E como estão os rios e lagos da cidade que você mora?

Muitos de nós crescemos ouvindo que no Brasil nunca faltaria água para o nosso consumo, pois nós temos reservas subterrâneas, grandes rios e um clima favorável. Graças a muito esforço do Ser Humano, nossas reservas estão cada vez mais comprometidas, o desperdício de água tratada é enorme e o clima já não se mostra tão favorável assim.

Provavelmente você é uma pessoa que gosta de se desenvolver, busca informação e conhecimento pra crescer. E como foi citada a questão da água ser a maioria da superfície do nosso Planeta, mas apenas 1% dela é utilizável para o consumo, atualmente existe muita informação circulando na Internet.

Assim como você seleciona bem a água que vai consumir, você também seleciona o conteúdo que vai consumir?

Hoje temos tanta informação circulando,  que às vezes ficamos confusos. É televisão, e-mail, celular, rede social que a gente fica até perdido. E no meio de tanta coisa, tem informação boa e tem informação ruim.

Hoje são mais de 7,4 bilhões de pessoas na Terra e dessas, cerca de 3,77 bilhões acessam a Internet. Aproximadamente 2,8 bilhões navegam nas redes sociais. Pesquisando em revistas especializadas encontrei as seguintes informações referentes ao que acontece na Internet em apenas 60 segundos. É difícil de acreditar, mas é isso mesmo que em apenas 1 minuto em 2017 está acontecendo:

– São enviados mais de 150 milhões de e-mails

– No Google: São feitas 3,5 milhões de pesquisas

– No Facebook: São 900 mil pessoas conectadas

– No Instagram: Mais de 46 mil fotos postadas

– No Youtube: São assistidas 4,1 milhões de horas de vídeos

O que você me diz desses números? Ficou assustado? Eu fiquei. Enquanto você está lendo esse texto, tudo isso está acontecendo.

É realmente muita coisa, em muitos idiomas, sobre inúmeros assuntos e interesses. É impossível acessar tudo isso, seria como se o Rio Amazonas estivesse passando e você tentasse beber toda aquela água em um minuto. Dentro de todo esse vasto conteúdo, existe muita informação a ser aproveitada, porém ao mesmo tempo existe muito conteúdo sem qualidade.

Três dicas que eu deixo para aproveitar melhor o seu tempo e consumir material de qualidade são:

– Saber o que você quer:
É muito importante ter claro o que você está procurando e o que você deseja consumir de conteúdo. Tendo em vista os números apresentados acima, caso você não saiba, talvez se perca em meio a tantas informações. Tenha muito cuidado com as distrações que vão aparecer pelo caminho.

– Confiabilidade da informação:
Existem bilhões de sites e dentro de cada um deles informações diferentes. Muitas pessoas escrevem e publicam o que bem entendem e cabe a nós, usuários da grande rede, filtrar o que é conteúdo confiável e o que são informações falsas. Busque sempre materiais de fontes confiáveis para impulsionar o seu desenvolvimento. Procure em Universidades, sites de publicações especializadas, órgãos do Governo, etc.

– Duplo Check:
Fazer uma verificação se aquela informação é realmente verdadeira também é importante. Muitas vezes um site faz menção a uma reportagem, estudo ou estatística de um terceiro. Você entrar na página do responsável pela informação e verificar se é realmente aquilo vai te trazer segurança acerca daqueles números ou dados. Se o site do Joãozinho diz que segundo o Ministério da Saúde são X pessoas com cegueira, antes de utilizar a informação e assumir aquilo como verdade apenas por ele ter citado uma fonte relativamente confiável, o recomendado é entrar no próprio site do Ministério da Saúde e verificar na fonte das informações a veracidade dos dados.

A Internet é um grande oceano de informações e conteúdos. Procure conhecer os locais por onde você vai navegar para não ser surpreendido por tempestades e correntes contrárias. O Capitão de um navio busca mapas e rotas de confiança para chegar ao seu destino com segurança. Sabendo onde você quer chegar e tendo informações confiáveis, o seu desenvolvimento será muito melhor.

Tenha você também um novo olhar para as informações e conteúdos da Internet.

Grande abraço.

Estou te fazendo um favor

Estou te fazendo um favor é o que parece passar na cabeça de muitas pessoas que trabalham com atendimento. Já sentiu isso alguma vez?

E aí, beleza?Estou te fazendo um favor

Pessoas que trabalham com atendimento ao público muitas vezes imaginam que estão fazendo um favor ao cliente. Seja em uma agência bancária, táxi, loja etc.  a pessoa atende mal, de cara fechada como se estivesse fazendo algo extraordinário por você, quando na verdade não está nem fazendo o seu trabalho direito.

Fui, com minha namorada, a Central do Plano de Saúde dela para a liberação de um procedimento simples. Chegando ao local, fomos direcionados ao atendente que mal falou conosco. Na verdade ele resmungou alguma coisa que imagino tenha sido um boa tarde ou algo do gênero. Após essa excelente recepção, pegou a requisição, carteira do plano e ficou digitando. Após alguns minutos informou que o procedimento A havia sido negado e que o B estava liberado. Solicitamos que fosse reconsiderada a negativa e ele pediu que aguardássemos para que ligasse a supervisão. Perguntamos se haviam cadeiras na sala para aguardarmos, pois como nós dois não enxergamos e não conhecíamos o ambiente, seria necessária a ajuda de alguém. O atendente só disse SIM… E na sequência já chamou outro cliente para atender.

Me ajude a responder uma questão complexa. Será que ele gostaria de ser atendido daquela forma?

Infelizmente esse tipo de comportamento tem sido encontrado e as reclamações são constantes. Nos treinamentos e palestras que faço ouço diversas histórias de comportamento inadequado a situação.

Penso que você já passou por alguma situação desagradável também, não é verdade? E você retornou ao local?

O exemplo acima foi relacionado a minha deficiência visual, porém lembro muito bem quando enxergava, a má vontade também existia. De forma alguma o fato foi relatado para pedir sua piedade, mas sim para mostrar que situações assim acontecem com todos.

Às vezes não estamos bem, porém entre não estar bem e atender mal um cliente há uma grande diferença. Tenho certeza que nenhum cliente, seja de uma agência bancária, táxi ou loja está pedindo um favor ao ser atendido. O cliente vai em busca de um produto ou serviço que esteja necessitando.

Você, no seu trabalho, precisa falar com pessoas, tem os clientes internos e externos, fornecedores e atende-los bem não é mais que obrigação. Não precisa ficar bajulando ou sendo falso, apenas fazer o seu serviço com um mínimo de educação.

Uma dica que eu deixo para você, seja como chefe ou como a pessoa que faz o atendimento é:

Coloque-se no lugar do cliente. Tem um dito popular: o Freguês tem sempre razão, que parece estar esquecido. O freguês tem razão com a seguinte ressalva: desde que seja educado e haja dentro dos bons modos. Assim como você gosta de ser bem atendido, eu também gosto. Lembre-se que hoje você é atendente, mas amanhã você é cliente. Isso independe do seu cargo ou função, por exemplo, você como chefe trata os seus funcionários mal, mas detesta quando o seu chefe te trata assim.

Hoje, muitos locais consideram a avaliação do cliente e solicitam feedback após a realização do serviço ou venda do produto. E, por coincidência ou não, esses locais estão se destacando no mercado.

O Pós-Venda é tão ou mais importante que o processo de venda. Fidelizar um cliente é muito mais barato que conquistar um novo cliente e, sinceramente, quando o cliente é bem atendido, as chances de retorno são enormes. Nem entrei no mérito da qualidade do produto ou serviço, afinal isso é mais que óbvio e não vou fazer você perder seu precioso tempo falando do que você já sabe.

O UBER e o Cabify são bons exemplos de avaliação do cliente que são realmente levadas a sério. Os dois aplicativos de transporte, após cada viagem, solicitam que o motorista avalie o passageiro e que o passageiro avalie o motorista. E em caso de uma nota baixa, a parte que recebeu é notificada. Em caso de repetição, a pessoa será bloqueada do aplicativo e não poderá mais utilizá-lo. Algumas empresas, após uma ligação a sua Central de Atendimento também solicita uma avaliação do atendimento, porém não sei como essas informações são utilizadas.

Se você se preocupa com a qualidade do atendimento prestado pela empresa que você trabalha, sugira a implantação da avaliação do cliente. As chances de melhora da qualidade são enormes.

Tenha você também um novo olhar para o atendimento.

Antes de finalizar esse texto, por questões de agenda, informo que o Blog será atualizado quinzenalmente a partir de agora.

Grande abraço.