Paciência…

Paciência é uma das grandes virtudes do Ser Humano e tem ficado de lado em muitas situações. Como está a sua?

E aí, beleza?Paciência Gabriel Metzler

Cobrança no trabalho, contas, trânsito, insegurança são apenas alguns fatores que tem tirado a paciência de muita gente. Normalmente a falta de paciência reflete nos relacionamentos com as pessoas que gostamos. Neste texto serão abordados algumas questões importantes ligadas a paciência, uma das grandes virtudes do Ser Humano.

A Paciência e o autocontrole andam de mãos dadas.

Ter paciência é controlar as emoções e manter-se calmo diante de situações que gerem incômodos. A paciência também é exercitada quando é necessário aguardar por algo, seja uma resposta ou uma entrega, enfim, fatores que não dependem da sua vontade ou ação.

A paciência é facilmente percebida em pessoas maduras emocionalmente. Paciência significa não agir com pressa, ser atento e cuidadoso com o que se está fazendo; saber ouvir, ver, sentir e falar. Só que paciência tem limite!

Confesso que eu não era muito paciente, só que a vida foi me ensinando que a paciência nos proporciona muitas vantagens e vitórias. Quando sofri o acidente, em 1998, estava sendo disputada a Copa do Mundo da França e lembro que, ainda no Hospital, um médico me falou que eu logo voltaria a enxergar. Eu no auge dos meus 15 anos, e como você sabe, adolescente tem muita paciência, pensei que em poucos dias estaria vendo tudo outra vez e poderia acompanhar os jogos da Copa.

Logo na primeira consulta com o oftalmologista já percebi que não seria bem assim e foi ali que comecei a aprender a ter paciência. Foram três cirurgias em um curto período de tempo e após cada uma delas, devido a técnica usada, eu precisava ficar 10 dias de bruços. Isso mesmo, 10 dias de bruços… Foram dois meses até começar a enxergar vultos.

Lembro claramente uma frase que o Dr. Carlos Augusto Moreira Jr., meu oftalmologista e amigo, falou: “Gabriel, temos que dar tempo ao tempo” e ela parece simples, porém traz um significado enorme quando se trata de paciência.

Conforme o tempo foi passando, fui desenvolvendo a paciência. Hoje já estou bem melhor que antes, e ainda longe do ideal.

Atualmente, após a perda da visão, tenho exercitado e muito a paciência. Em alguns casos, situações simples do dia-a-dia exigem um esforço enorme para manter a calma. Podem ser situações em que estou sozinho, fazendo atividades e que encontro dificuldades por não enxergar ou situações em que dependo da ajuda de outras pessoas para fazer.

E você, sabe como está a sua paciência?

Muitas vezes, coisas simples nos tiram do sério. O calor, o telefone que não funciona, uma fechada no trânsito, etc. Quantas mortes tem ocorrido por discussões que começaram por uma questão banal?

O senso de urgência, a necessidade neurótica de estar sempre certo, de querer as coisas sempre do nosso jeito vão gastando nossa reserva de paciência. Junto com esse desgaste, vem as consequências, e normalmente não são boas para o nosso corpo. Liberação de Cortisol, ansiedade, raiva, dor de cabeça, pressão alta são apenas algumas das terríveis consequências que a falta de paciência nos traz.

Três dicas que eu deixo aqui, para você aplicar na sua vida e ter mais paciência são:

– Você fez a sua parte. Em muitas situações nós dependemos dos outros. Nós temos que fazer a nossa parte e esperar que os outros façam. Não precisa esperar de braços cruzados. Seja em casa ou no trabalho, orientar como fazer pode evitar muito desgaste. Ninguém dá o que não tem. Assim como você não gosta de ser cobrado por algo que você não sabe fazer, não faça isso com os outros. Caso a pessoa não saiba fazer, explique como fazer, e faça isso calmamente. Sob stress ou nervosa, a pessoa certamente não produzirá 100%.

– Você quer ter razão ou ser feliz? Muita gente quer sempre ter razão. Em algumas situações aceite a opinião dos outros. Isso não vai fazer de você menos competente ou capaz.

– A persistência é aliada da paciência. Como no caso que falei, da minha recuperação das cirurgias, a paciência e a persistência caminharam sempre juntas. Eu sabia claramente onde queria chegar, e por mais difícil que fosse ficar tanto tempo de bruços, exercitei minha paciência junto com a persistência e consegui alcançar meu objetivo.

A paciência é uma virtude, e exige muito treino para ser desenvolvida. Passamos por desafios e provas diárias e se você encarar essas situações de forma positiva e enxergá-las como oportunidades para praticar, logo a sua paciência estará bem desenvolvida.

Tenha você também um novo olhar para a paciência.

Grande abraço!

Médicos, muito obrigado!

Médicos, profissionais tão importantes que comemoram seu dia em 18 de outubro e fazem muito por nós.

E aí, beleza?medico-obrigado-2

A última semana foi marcada por duas datas importantes. Dia 15 de outubro é o Dia do Professor e 18 de outubro é o Dia do Médico. Duas profissões valorosas e presentes na vida de quase todos.

O texto da semana passada homenageou os Professores e essa semana será a vez de falar dos Médicos. Essa data foi escolhida em referência ao Dia de São Lucas, o santo padroeiro da Medicina.

O nosso primeiro contato com um médico, normalmente, ocorre antes mesmo do nascimento, quando a mãe está fazendo seu pré-natal. É possível dizer que eles nos acompanham por toda a vida.

Atualmente os médicos tem se preocupado mais com a medicina preventiva, pois conhecem o nosso corpo e sabem que hábitos e atitudes podem nos trazer benefícios, tanto a curto quanto a longo prazo. Porém, mesmo se preocupando mais com a prevenção, eles continuam atuando, e muito, nos problemas e doenças já presentes.

Confesso que eu sou suspeito para falar desses profissionais. Tem uma pessoa que eu amo muito e é médica. Estou falando da minha tia, que é quase uma segunda mãe e digo isso não só pela aparência, afinal elas são irmãs gêmeas, mas sim por ser muito próximo a ela.

Desde muito pequeno fui acostumado ao ambiente hospitalar e desenvolvi um carinho e admiração muito grande pelos profissionais dessa área. Tenho em minha tia um exemplo de profissional, além de muito competente, esforçada e dedicada, é fácil perceber o amor que ela tem pelo que faz e o cuidado que trata seus pacientes. Fala-se muito em humanização da medicina, e afirmo que ela é um ótimo exemplo disso.

Sei que, assim como em todas as outras profissões, existem ótimos médicos, bons, regulares e os ruins. Mas a grande maioria está enquadrada nos ótimos e bons. Infelizmente as notícias fazem muito alarde em cima dos ruins, porém milhares de vidas são salvas todos os dias e são esses profissionais que merecem a homenagem.

Como falado, nosso contato com os médicos tem início antes mesmo do nosso nascimento. Hoje em dia, são raros os que nascem sem a atuação dele, então quase todos nós e nossos filhos estão aqui pelas mãos de um médico. Na infância são os pediatras que cuidam da nossa saúde, além de outros segmentos da medicina como a ortopedia, quando levamos aqueles tombos. Oftalmologista, otorrinolaringologista, pneumologista  e outros “istas” vão nos acompanhando ao longo da vida nas diversas especialidades da medicina. Temos também os pesquisadores que vão trabalhar desenvolvendo novas tecnologias para buscar curas de novas doenças, ou tratamentos alternativos.

Desde criança tive proximidade com médicos, mas foi depois do acidente, em 1998, que o contato aumentou. Foram pelo menos 10 grandes cirurgias, principalmente no olho e ouvidos. Inúmeras consultas e diversos tratamentos. Foram muitos médicos que me atenderam e todos são muito importantes e me ajudaram a chegar até aqui. O texto ficaria muito longo se eu resolvesse colocar o nome de todos aqui, e por isso escolhi dois profissionais para representar todos vocês que foram e são muito importantes e valiosos para mim. A primeira é a Dra. Cristina Metzler e o segundo é o Dr. Carlos Augusto Moreira Júnior.

Minha tia, quase mãe, e meu oftalmologista e amigo que me acompanha desde 1998. Agradeço a vocês e digo, sintam-se honrados por serem as pessoas que escolhi para representar tantos outros profissionais. E quando digo, sintam-se honrados, não é por que eu os ter escolhido, mas sim porque vocês estão representando fantásticos profissionais que me atenderam e imagino que vocês sentiriam orgulho por estarem os representando. Profissionais de enorme competência e amor a medicina, assim como vocês.

Médicos, parabéns pelo seu dia. Vocês fazem muito por nós. O paciente não escolhe a hora de ficar doente e, independente do dia e hora, o médico vai estar lá pronto para nos atender e ajudar.

Tenha você também um novo olhar para os Médicos.

Para finalizar, deixo aqui um texto retirado do site do Hospital Pequeno Príncipe, de Curitiba, postado em homenagem aos médicos.

“Nosso dia é todo dia, toda hora, em qualquer hora. É na manhãzinha de domingo quando a família ainda dorme, no almoço planejado com amigos, no cinema combinado com a filha e nos inúmeros aniversários e casamentos perdidos, muitas vezes já pronta para sair. Mas, apesar do um minuto de sentimento de perda pelo momento, ao bater a porta de casa, a cabeça já está em quem precisa de nós. Tive muitos companheiros desconhecidos de Natal e Carnaval a quem agradeço a conversa e a oportunidade de conhecer muito de suas vidas, sim, porque nesses momentos em que o hospital se silencia, ouvimos mais alto os corações, inclusive o nosso. Obrigado aos pais que confiaram seus filhos e aos familiares que acreditaram, junto comigo, que conseguiríamos o melhor para eles, o melhor de nós. Ser médica é difícil pelo preparo constante, exaustivo pela jornada incansável e triste pelas perdas no caminho, mas a cada sorriso de alívio, a cada resultado positivo, a cada família confortada, o sentimento recebido vale cada minuto vivido! Tem sido uma jornada maravilhosa! Parabéns a todos os colegas que sabem o que escolheram e lutam pela nossa profissão! Medicina, amor que não se mede”.

Grande abraço.

Professor, Parabéns pelo seu dia!

Professor, parabéns pelo seu dia, mas Dia do Professor deveria ser todo dia.  Pessoas que dividem o seu conhecimento e que devem e merecem ser mais valorizadas.

 

Dia do professor

Parabéns Professor

E aí, beleza?

No último domingo, 15 de outubro, foi celebrado o Dia do Professor. Pessoas tão importantes na formação de todos nós e que, infelizmente, hoje em dia são tão desvalorizadas.

Segundo o Portal UOL, A origem do dia do professor se deve ao fato de, em uma data de 15 de outubro, o Imperador D. Pedro I ter instituído um decreto que criou o Ensino Elementar no Brasil, em 1827, com a criação das escolas de primeiras letras em todos os vilarejos e cidades do país. Além disso, o decreto estabeleceu a regulamentação dos conteúdos a serem ministrados e as condições trabalhistas dos professores.

Tempos depois, mais precisamente no ano de 1947, o professor paulista Salomão Becker, em conjunto com três outros profissionais da área, teve a ideia de criar nessa data um dia de confraternização em homenagem aos professores e também em razão da necessidade de uma pausa no segundo semestre, até então muito sobrecarregado de aulas.

Mais tarde, em 1963, a data foi oficializada pela lei Decreto Federal 52.682, que, em seu Art. 3º, diz que “para comemorar condignamente o dia do professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo delas participar os alunos e as famílias”.

Conversando com meus avós a respeito da educação que eles recebiam na escola, existia um respeito enorme, as vezes até medo do professor. Com meus pais mantinha-se o respeito e um pouco de medo. Quando eu estava na escola, Ensino Fundamental e Ensino Médio, o respeito ao Professor era grande. Brincadeiras e um pouco de bagunça, conversas e risadas faziam parte também. Existiam casos de desrespeito, mas nada comparado ao que tem sido noticiado hoje em dia. Lembro que quando o professor chamava a atenção da sala, o silêncio imperava no ambiente.

As metodologias de ensino sofreram alterações. Hoje a educação é mais participativa. Antigamente o aluno não questionava o professor, apenas concordava com ele. Hoje, o aluno também tem voz e pode argumentar com o professor a respeito de temas que estão sendo ensinados.

Afirmar que antigamente era melhor ou que hoje é melhor é muito difícil e já tem muitas pessoas fazendo isso. Esse não é o meu propósito aqui. A questão neste texto é que antigamente havia muito mais respeito e valorização da profissão de Professor do que existe hoje.

Quando eu era criança, minha mãe foi professora em escolas, e digo em escolas porque ela continua sendo uma grande professora para mim, e lembro dela comentar de alunos um pouco mais difíceis, porém não me recordo de casos de desrespeito ou ameaças. Porém o que temos visto nos últimos anos é bem diferente. São inúmeros casos de desrespeito e ameaças, de alunos a professores e também de professores a alunos. E em casos extremos, essas ameaças acabam se tornando agressões.

Eu entendo que a base para o desenvolvimento sustentável de um país está diretamente ligada a qualidade da sua educação. Temos como exemplo famoso a Coréia do Sul, que diferente do Brasil, vem investindo fortemente na educação a partir da década de 1970 e atualmente colhe os frutos do maravilhoso investimento.

O Brasil investe muito, mas em publicidade e não efetivamente na educação. Com o famoso slogan lançado há alguns anos, Brasil, Pátria Educadora, foram investidos milhões em comerciais na televisão, rádios, jornais e internet e o que realmente foi feito para melhorar as condições dos professores e alunos? O que temos de resultado efetivo na valorização dos mestres?

Professores nos ensinam muito, participam da nossa vida desde a nossa infância, quando entramos na escola, e nos acompanham até nos tornarmos adultos. Nos ensinam muito mais que conteúdos formais. Muitas vezes são guias, conselheiros, amigos. São verdadeiros Mestres. Assim como em qualquer profissão, existem os ótimos professores, os bons, os medianos e os ruins, que felizmente são a minoria.

Tenho professores na família, amigos que se tornaram professores e alguns professores que se tornaram meus amigos. Uma das profissões mais bonitas que conheço, que merece e deve ser mais valorizada, tanto financeiramente quanto em respeito.

O número de pessoas que desejam se tornar professores diminui muito e isso é reflexo direto da desvalorização. Falta respeito das autoridades com esses profissionais tão importantes. Os salários são muito baixos quando comparados a outras profissões, por exemplo, com as próprias autoridades. Me diga, quem é mais importante para a construção de um país melhor, os Professores ou as autoridades?

Talvez sua resposta seja a mesma que a minha para essa questão e por isso você também entenda que os Professores merecem melhores salários, mais tempo e incentivos para se preparar e muito mais respeito.

Tenha você também um novo olhar para os Professores.

Grande abraço.

Deu tudo errado!

Deu tudo errado quando eu fui fazer aquilo. Você já falou isso alguma vez? Às vezes pensamos dessa forma, e focamos apenas no lado negativo. Confira como ter um novo olhar para o possível fracasso.

E aí, beleza?Deu tudo errado

Em algumas ocasiões nos desanimamos e chegamos, em certas oportunidades, a pensar que deu tudo errado e com vontade de desistir. Ficamos inseguros, com muitas dúvidas e sem saber o que fazer. Eu já passei por isso, e talvez você também já tenha vivido situações assim, certo?

E quando pensamos ou falamos que deu tudo errado. Será que deu mesmo? Muitas invenções que usamos no nosso dia-a-dia resultaram de um possível erro ou fracasso.

Já dizia Louis Pasteur, inventor do processo da pasteurização e da vacina antirrábica, “o acaso só favorece a mente preparada”. Essa citação aparece na página da Wikipedia sobre “serendipidade”, uma palavra inventada por Horace Walpole que indica uma descoberta feliz, que você não estava procurando.

O Raio-X, a borracha como a dos pneus, o fósforo, a anestesia, a penicilina são alguns exemplos de invenções que surgiram após um erro ou um descuido. O famoso Post-it, tão presente nos escritórios também surgiu por um erro. A intenção era inventar uma super cola e surgiu uma cola fraca, que se solta facilmente. Um erro que nos ajuda muito e já rendeu e ainda rende milhões e mais milhões para a fabricante.

E você, como tem lidado com os seus possíveis erros ou fracassos?

A palavra fracasso, segundo o Dicionário Michaelis significa a Falta de êxito ou vitória; derrota. Fracassar é você Não conseguir êxito desejado; ser malsucedido. E com base nessa definição, se você tentar algo e  não conseguir, será que está tudo perdido? Será mesmo que deu tudo errado?

Muitos não gostam de dizer que fracassaram. Adotam a seguinte fala: Ou deu certo ou foi um aprendizado. E como as palavras são muito poderosas, o que você entende que pode te trazer melhores resultados?

Como estávamos falando, você tentou algo e não obteve êxito. Qual palavra é mais poderosa e te ajudará mais a reverter a situação?

  1. Fracasso
  2. Aprendizado

Eu fico com a alternativa b), e você?

Provavelmente, quando você se propõe a fazer algo, a sua intenção é acertar, fazer da forma correta e ser bem sucedido. Porém, nem sempre é possível atingir tal resultado e quando não o alcançamos, o que podemos fazer para termos um novo olhar para a situação?

Aqui deixo duas preciosas dicas, que me ajudam muito a enxergar de outra forma os acontecimentos:

– A primeira delas é não pensar que deu tudo errado porque você não chegou ao resultado pretendido. Como falamos antes, as palavras são muito poderosas e quando você diz que deu TUDO errado, você coloca toda sua atenção e foco no problema, no erro ou possível fracasso. Ao invés de usar a palavra TUDO, use a palavra ALGO. São apenas três letras que foram alteradas e a força e o impacto que isso pode ter na sua vida são enormes. Tirar o foco do erro é fundamental para continuar sua caminhada vitoriosa.

– E a segunda dica é você buscar o aprendizado que a situação trouxe para você. Você fez o seu melhor, se esforçou e se dedicou e ainda assim o resultado não veio, busque entender o que deu errado. É muito provável que você tenha acertado bastante e errado pouco. Valorize os acertos e entenda o erro para que em uma próxima oportunidade, esse erro não se repita e você alcance seu objetivo e conquiste suas vitórias.

Muitas histórias nos mostram que em oportunidades entendidas como fracassos, encontrou-se o sucesso tendo um novo olhar.

Lembre-se, se deu ALGO errado, busque enxergar as virtudes e aprender com as situações que você vivencia.

Grande abraço.

Pensamento Positivo até ajuda…

Pensamento positivo até ajuda, porém ele sozinho não resolve. Muitos querem ganhar, mas não tentam…

E aí, beleza?pensamento positivo

Pensamento positivo está sendo muito comentado. As pessoas dizem que nós temos que pensar positivo, mas só isso resolve? O que é preciso fazer antes de ter o pensamento positivo? Provavelmente você já usou um pouco do seu tempo imaginando o que faria caso ganhasse uma grande quantia de dinheiro, certo? Talvez você tenha pensado nos prêmios milionários da Mega Sena. É tanto dinheiro que fica até difícil imaginar o que fazer. E eu te pergunto, antes de pensar no que você faria com o prêmio, você jogou?

Esse exemplo da loteria serve para ilustrar a atitude que muitas vezes nós temos, em algumas ocasiões de forma consciente e em outras de forma inconsciente. Pode ser que você não goste de loteria e pense que isso não acontece com você, mas como mencionado, esse é só um exemplo ilustrativo.

O pensamento positivo é importante, porém entendo que existem etapas fundamentais que acontecem antes ou juntas com o pensamento positivo.

João trabalha há 4 anos na mesma empresa e ele gostaria de receber uma promoção e todo dia ele pensa positivo, ele acredita que isso vai acontecer. E eu te pergunto, por João ter um pensamento positivo e acreditar em sua promoção, isso vai realmente acontecer?

Sim? Não? Eu diria depende. Depende do que João tem feito além do pensamento positivo para ser promovido. Será que ele tem desempenhado bem suas funções atuais? Será que ele tem se preparado para as responsabilidades do cargo que ele deseja? Essas são apenas duas questões de tantas que poderíamos fazer à João para embasar o seu pensamento positivo.

Eu acredito na força  do pensamento positivo, ser otimista e buscar enxergar o lado bom daquilo que acontece. E também acredito em muito esforço e dedicação para servir de base ao meu otimismo e pensamentos positivos.

Vamos construir juntos essa base sólida para o seu pensamento positivo. Inicialmente são três pontos principais que eu te peço para ser muito honesto. E aqui, quando me refiro a ser honesto, é com você mesmo.

Se você estiver enganando alguém, posso afirmar que esse alguém não sou eu, e sim você.

  • Pense em algo que você realmente deseja que aconteça na sua vida. Pode ser no trabalho, com seus amigos ou na vida familiar.
  • Você acredita que isso é possível de atingir?
  • O que você tem feito para atingir seu objetivo?

O pensamento positivo está ligado diretamente a esses três pontos. No primeiro é você querer algo novo, o desejo de crescer e buscar algo melhor. No segundo, é primordial você acreditar que é possível atingir esse objetivo e no terceiro, o pensamento positivo vai te ajudar a manter-se motivado e irá alimentar o seu esforço e dedicação com a energia necessária.

Poderíamos detalhar cada um dos pontos nesse texto e ele ficaria muito longo e cansativo para a sua leitura. Prefiro dedicar-me exclusivamente ao pensamento positivo e guardar outra oportunidade para tratarmos desses outros itens.

O pensamento positivo me acompanha, de forma mais marcante, desde o acidente em 1998. Eu acreditei muito na minha recuperação. Apesar das graves lesões e da seriedade dos ferimentos, eu apoiado pela família e amigos, e contando com o suporte dos profissionais da saúde, acreditei que seria possível me recuperar. Com muito esforço e dedicação de todos, e principalmente da minha parte, foi possível chegar a níveis superiores aos esperados. Foi difícil, foram muitos dias de bruços, podendo levantar a cabeça apenas para comer, devido a técnica utilizada nas cirurgias dos olhos.

Sempre acreditei na possibilidade de realizar o meu sonho de ser Engenheiro, porém foram 5 anos de Universidade e horas e horas de estudo. E é assim com praticamente tudo em nossas vidas.

Atualmente, no trabalho como palestrante e treinador corporativo, sigo a mesma sequência que apresentei à você. Acredito sim no meu objetivo e tenho trabalhado e estudado muito para atingi-lo. Tenho mantido presente no meu dia a dia o pensamento positivo e ele tem me ajudado muito.

Tenho certeza que ele irá te ajudar também. O pensamento positivo é um hábito, que pode ser desenvolvido e treinado diariamente, bem como a atitude que você tem para alcançar os seus sonhos e objetivos.

Tenha você também um novo olhar para o pensamento positivo.

Grande abraço.